BLOG DA GRADUAÇÃO

Ciências exatas: cursos e perfil dos profissionais

Você está no momento de decisão quanto ao curso seguir na faculdade? Pois bem, então sugerimos que comece pela escolha da área com a qual tenha maior afinidade. Para facilitar este entendimento, hoje vamos falar sobre as ciências exatas, que tem a Matemática, Química e Física como peças fundamentais de estudos.

Se na sua época de colégio essas eram matérias consideradas fáceis, ou tranquilas de estudar e absorver o conteúdo, já é um dado a ser considerado. Ter afinidade com a área escolhida é fundamental, por isso se você tem interesse nas ciências exatas é hora de conhecer um pouco mais sobre os cursos disponíveis.

Cursos de Ciências Exatas

ciencias-exatas-blog-unipe-graduacao

Sem dúvidas as exatas estão entre as ciências mais antigas, pois suas soluções ajudaram a moldar a sociedade e, claro, proporcionar evoluções. Mas, e aí, de quais cursos estamos falando? Os cursos mais procurados são:

A incrível batalha do Ensino Superior

Engenharias da Computação: o profissional que se forma nesta área projeta e constrói computadores, periféricos e sistemas que integram hardware e software. Produz novas máquinas e equipamentos computacionais para serem utilizados em diversos setores.

Engenharia Civil: é o ramo da engenharia que engloba a concepção, o projeto, construção e manutenção de todos os tipos de infraestrutura necessários ao bem-estar e ao desenvolvimento da sociedade, além da preservação do ambiente natural. A atuação do profissional formado nessa área inclui a análise das características do solo, o estudo da insolação e da ventilação do local e a definição dos tipos de fundação.

Ciência da Computação: É o conjunto de técnicas e conhecimentos que possibilita a criação de programas de informática. O profissional que se forma nesta área é responsável por criar softwares, desde programas básicos de controle de estoque até os mais complexos sistemas de processamento de informações.

Sistemas de Informação: formação focada, principalmente, para o desenvolvimento e manutenção de sistemas de informação voltados à administração dos dados organizacionais, capturando, armazenando e tratando-os segundo os critérios estabelecidos pelos processos vigentes na organização. O profissional formado nessa área é responsável por criar, adaptar e instalar programas para facilitar as consultas e administrar redes de computadores.

Matemática (licenciatura): a Matemática existe para simplificar os problemas, seu profissional utiliza princípios, teoremas e regras matemáticas para propor soluções práticas e viáveis. Há matemáticos presentes em praticamente todas as instituições de pesquisa e laboratórios da área de exatas.

Química (licenciatura): A química está presente em quase todas as indústrias e atividades humanas. A principal função do profissional formado nessa área é usar os conhecimentos e propriedades químicas conhecidas para criar novas substâncias, melhorar processos industriais, produzir medicamentos, cosméticos e realizar pesquisas.

Perfil dos profissionais das ciências exatas

Preciso gostar de matemática? Sim! Ter raciocínio lógico? Sim! Perfil estratégico? Sim! Em geral, o profissional de ciências exatas área tem muita afinidade com números e novidades tecnológicas. Para desenvolver um bom trabalho, a capacidade de criação e raciocínio lógico são essenciais, além de gostar de resolver problemas e pesquisar. Se você tem interesse pela área de games e jogos digitais, o mercado também é bem promissor. Mas o importante mesmo é optar pela área que te dê prazer, que realmente leve satisfação para sua vida profissional.

New Call-to-action

Dicas

Ana Flávia da Fonseca

Ana Flávia da Fonseca

Ana Flávia Pereira Medeiros da Fonseca é reitora do Centro Universitário de João Pessoa - Unipê. Doutora em Ciência da Informação pela Universidade de Maryland-EUA, exerceu cargo de Chefe de Arquitetura de Informação (Chief Information Architect) e Gerente do Departamento de Gestão da Informação do Banco Mundial. Possui experiência em negociação e cooperação internacional na área de projetos de informação com agências multilaterais e bilaterais, administrando programas relacionados à análise e ao apoio de projetos científicos e tecnológicos.