computação Ciência da Computação

Ciência da computação ou engenharia da computação? Veja as diferenças

Ana Flávia da Fonseca
23-07-2018 8:00

A época do vestibular se aproxima e aquela velha dúvida se mantém — afinal, qual curso fazer: Ciência da Computação ou Engenharia da Computação? Pensando nessa questão, desenvolvemos este post para ajudar você a fazer a melhor escolha.

Ao longo do texto, você encontrará informações relevantes sobre os dois cursos. Assim, será possível distinguir quais são as diferenças entre eles e tirar suas próprias conclusões.

Leia até o fim para ficar por dentro do tema!

Ciência da computação ou engenharia da computação? Descubra as diferenças entre os dois cursos

Quais são as semelhanças entre Ciência da Computação e Engenharia da Computação?

Como você já deve ter percebido, a computação é uma área bastante ampla. Um engenheiro ou um bacharel em ciência da computação estudam assuntos parecidos, mas que são expostos sob perspectivas diferentes.

No Brasil, em boa parte dos cursos de Engenharia da Computação há uma mistura entre teorias vindas de outras duas graduações: a Engenharia Eletrônica e a Ciência da Computação. Ou seja, existem disciplinas que tratam dos mesmos conceitos tanto em Engenharia quanto em Ciência.

Alguns exemplos de temas semelhantes vistos em sala de aula nesses dois cursos são:

  • interface entre componentes eletrônicos e softwares;
  • programação;
  • redes;
  • sistemas;
  • cálculo;
  • análise de dados.

Sendo assim, pode-se dizer que ambos trabalham com equipamentos cujo controle está relacionado à computação de alguma forma.

De qualquer modo, vale mencionar que a Engenharia da Computação está muito mais próxima da Engenharia Eletrônica do que da Ciência da Computação.

Agora que você já sabe o que há de parecido nessas faculdades, é hora de entender melhor quais são as principais diferenças entre elas. Mostraremos no próximo tópico!

Baixar ebook

E as diferenças?

O que se estuda nesses cursos?

Na grade curricular de Ciência da Computação, você estudará as técnicas, metodologias e instrumentos computacionais. Na prática, você aprenderá como automatizar processos e desenvolver softwares voltados a outros profissionais. É uma boa oportunidade de atuar para melhorar o trabalho de outras pessoas, percebe?

Ainda nesse curso, você entrará em contato com outros conhecimentos ligados a processamento, bancos de dados, redes, modelagem de dados e protocolos de comunicação. Veja, logo abaixo, algumas disciplinas do curso:

  • Introdução à Computação;
  • Algoritmos e Programação;
  • Cálculo Integral;
  • Física;
  • Introdução à Linguagem de Programação;
  • Estatística e Probabilidade;
  • Arquitetura de Computadores;
  • Banco de Dados;
  • Sistemas Digitais;
  • Redes de Computadores.

Por outro lado, na Engenharia da Computação, você trabalhará com a parte externa das máquinas, isto é, o hardware. Por isso, os estudos, geralmente, são mais voltados ao desenvolvimento de dispositivos computacionais (peças, chips e placas), que operam em conjunto com os softwares.

Você também conhecerá muito a respeito da parte elétrica e eletrônica dos computadores. Portanto, nos primeiros anos, é bem provável que você curse disciplinas comuns aos outros cursos de Engenharia.

Em Ciência da Computação ou Engenharia da Computação, você aprenderá bastante sobre programação.

No entanto, os cursos abordarão o tema de diferentes formas: a Ciência da Computação é muito mais voltada ao desenvolvimento dos softwares que acompanharão os hardwares desenvolvidos por um engenheiro da computação.

Na prática, como eles se diferenciam?

Falando dessa maneira pode parecer complicado demais, não é mesmo? Então, para simplificar as diferenças entre as duas graduações, pense em um computador ou em um smartphone.

A Ciência da Computação estuda aquilo que está “dentro” desses aparelhos: os jogos, os apps, a conexão com a internet, os sistemas operacionais (Windows, Android, iOS etc.). A Engenharia da Computação, por sua vez, lida com o funcionamento do que está “fora”: a placa de vídeo, os chips, a placa-mãe e assim por diante.

giphy

Quais são as possibilidades profissionais oferecidas por cada um?

Quem faz Ciência da Computação trabalha com o quê?

Quem faz Ciência da Computação pode atuar em diferentes áreas. Se você curte games e quer desenvolver jogos, por exemplo, esse certamente é o curso ideal para você.

Se é detalhista e gosta dos dados, você poderá trabalhar com Big Data. Os profissionais que atuam no setor são responsáveis por interpretar dados a fim de transformá-los em ferramentas para as empresas tomarem suas decisões.

Há, ainda, a possibilidade de gerir projetos de TI (Tecnologia da Informação). Nesse caso, você coordenaria um grupo de profissionais. Se você gosta de se comunicar, essa pode ser uma ótima opção.

Vale lembrar que também é possível criar aplicativos, cuidar da engenharia de softwares e lidar com a análise de sistemas.

E quem cursa Engenharia da Computação?

Aqueles que se formam em Engenharia da Computação também contam com inúmeras possibilidades. Em sua jornada, você terá a possibilidade de trabalhar em setores muito distintos: de empresas de telefonia à indústria de automóveis.

As indústrias provavelmente precisarão de seus serviços. Afinal, algumas máquinas mais sofisticadas demandam mão de obra qualificada para serem devidamente operadas.

Você também terá a chance de criar softwares. Porém, em vez de fazer aplicativos “normais”, para o uso cotidiano das pessoas, a tendência é que você seja contratado para criar softwares exclusivos para uma indústria, feitos para viabilizar a utilização de uma máquina.

O desenvolvimento de hardwares, sistemas embarcados e automação industrial em geral também são possibilidades. Há, ainda, o caminho da robótica — sim, você terá a possibilidade de projetar robôs e receber por isso.

Como escolher o melhor curso?

A essa altura, já deu para notar quais são semelhanças e as diferenças entre esses dois cursos, certo?

O mercado de Ciência da Computação não para de crescer, ao passo que o da Engenharia da Computação também não deixa a desejar. Portanto, sua decisão deve ser guiada por suas preferências.

Além disso, não deixe de considerar as grades curriculares dos dois cursos. Você pode dar uma olhadinha no site das faculdades para as quais prestará o vestibular para ter uma melhor noção.

Devido às especificidades de ambos, opte por uma instituição reconhecida e com uma ótima infraestrutura, combinado?

É fundamental que a universidade escolhida tenha bons equipamentos e esteja alinhada aos avanços tecnológicos, já que ambas as graduações necessitam desses recursos.

Independentemente da sua escolha — Ciência da Computação ou Engenharia da Computação — tome uma decisão consciente. Opte pelo curso que mais agrada você e evite frustrações no futuro.

Agora que você já sabe tudo sobre esses cursos, aproveite para assinar nossa newsletter gratuita e receba conteúdos exclusivos em seu e-mail!

Baixar ebook

Recém adicionados

Veja nossas últimas atualizações
Materiais Gratuitos