BLOG DA GRADUAÇÃO

A importância do teste vocacional na hora de escolher o curso

Ser obrigado a escolher uma profissão quando ainda se é muito jovem é uma das tarefas mais ingratas de todos os tempos. Se entre os 17 e 20 anos nós mal sabemos quem somos e o que queremos, o que dizer da definição sobre o trabalho que, supostamente, irá nos sustentar pelo resto da vida? Se você está inseguro com relação a qual decisão tomar, o teste vocacional é uma das melhores opções. Esse post foi feito para que você conheça este recurso e saiba sua importância durante o processo de decisão de um vestibulando. Dá só uma olhada.

testes-vocacionais-blog-unipe-graduacao

Por dentro do teste vocacional

Executado por psicólogos, o teste vocacional é uma ferramenta para que você seja capaz de identificar seus interesses e aptidões com uma ou duas áreas de atuação profissionais. Esse valioso recurso sempre ajudou os jovens no momento em que são submetidos a um bombardeio de informações e uma enorme pressão por parte da família e até dos amigos. Basicamente, o teste é um formulário de perguntas e respostas que é aplicado, preferencialmente, com o acompanhamento do psicólogo.

Oriente-se com quem sabe do assunto

Nessa etapa decisiva da sua vida, não é só com psicólogos que você pode conversar. Podem atuar como orientadores vocacionais todos os profissionais da área da educação, incluindo professores, diretores e coordenadores, além, é claro, dos profissionais que já estão no mercado. Todos eles podem ajudar a:

A incrível batalha do Ensino Superior

Outro ponto importante sobre o direcionamento feito por um especialista tem a ver com a sua experiência em lidar com os questionamentos vividos dentro de casa pelo aluno. A participação dos pais é fundamental nesse momento e precisa ser canalizada caso seja necessário.

Resultado satisfatório

teste-vocacional-blog-unipe-graduacao

Mas não adianta deixar tudo por conta do aconselhamento profissional, pois o mérito pela eficácia de um teste vocacional é todo do aluno. Cabe a ele se empenhar e levar a sério os questionários, respondendo a cada pergunta corretamente, de acordo com o enunciado. Para chegar a um resultado satisfatório, é preciso que o aluno pense e reflita sobre a sua realidade antes de começar a executar o teste.

Sempre quando surgirem dúvidas pertinentes para as quais você não consiga encontrar uma solução sozinho, nunca hesite em buscar o auxílio de profissionais renomados e não deixe de cogitar o teste vocacional. Acredite nos métodos: você pode até achar que testes não funcionam, mas, quando menos esperar, uma área que desperta seu interesse e é compatível com seu perfil vai ser encontrada. Basta manter a calma - e o foco. Boa sorte!

Caso você esteja com dificuldade de encontrar o curso que seja a sua cara, em dúvidas sobre um ou mais, comente aqui neste post que entraremos em contato para te ajudar.

New Call-to-action

Dicas

Ana Flávia da Fonseca

Ana Flávia da Fonseca

Ana Flávia Pereira Medeiros da Fonseca é reitora do Centro Universitário de João Pessoa - Unipê. Doutora em Ciência da Informação pela Universidade de Maryland-EUA, exerceu cargo de Chefe de Arquitetura de Informação (Chief Information Architect) e Gerente do Departamento de Gestão da Informação do Banco Mundial. Possui experiência em negociação e cooperação internacional na área de projetos de informação com agências multilaterais e bilaterais, administrando programas relacionados à análise e ao apoio de projetos científicos e tecnológicos.

MAIS LIDOS