Educacao Fisica

9 curiosidades sobre a profissão e o curso de educação física

Mariana Brito
03-10-2018 6:49

O curso de Educação Física é um dos mais populares do Brasil, e disso você já sabe. Mas, e quantos novos educadores são formados a cada ano no país? Qual a preferência em relação à habilitação dos estudantes? É sobre isso que você vai ler a seguir: as principais curiosidades da profissão que você escolheu!

Você sabia, por exemplo, que muitos famosos têm um diploma de Educação Física? E que o número de academias em funcionamento no Brasil vem aumentando, o que ajuda no futuro da profissão? Então, siga lendo o post para saber mais!

9-curiosidades-sobre-a-profissao-e-o-curso-de-educacao-fisica

1. Segunda licenciatura mais cursada do país

De todos os estudantes de licenciaturas do Brasil, 10,2% estão matriculados em um curso de Educação Física. O dado é do Censo da Educação Superior 2015 divulgado no ano seguinte pela Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Anísio Teixeira (Inep). Em primeiro lugar, ficou a Pedagogia, com 44,3%.

Naquele ano, mais de 149 mil pessoas cursavam a graduação, de acordo com a pesquisa. Os dados da pesquisa de 2018 estão sendo computados para uma nova edição do Censo.

2. Mais de 35 mil formados em um ano

Outro dado do Censo da Educação Superior 2015 aponta que 35 mil profissionais se formaram nas graduações de Educação Física no Brasil. Ou seja: trata-se de um mercado concorrido, repleto de mão de obra disponível. O que sinaliza que, para ser bem-sucedido e se destacar, é preciso se dedicar muito e apresentar um desempenho excelente.

Do total de formados, pouco mais de 21 mil obtiveram um diploma de licenciatura, e 14 mil, de bacharelado. Aliás, já que falamos disso, vamos explicar mais sobre os tipos de curso de Educação Física disponíveis nas universidades.

3. Possibilidade de optar entre licenciatura, bacharelado ou licenciatura plena

Além de decidir a graduação a ser cursada, entre os motivos para cursar Educação Física, está o leque de possibilidades da área, afinal, o estudante tem três opções: licenciatura, bacharelado ou licenciatura plena. Entenda!

Licenciatura

Habilita o profissional a dar aulas no ensino fundamental e médio, tanto no ensino público quanto no privado. É quem vai implementar o currículo previsto pelo Ministério da Educação, desenvolver atividades com os alunos e fomentar a saúde no âmbito escolar.

A licenciatura costuma ser a habilitação mais procurada, como mostram os dados do Inep. E, quando pensamos em Educação Física, normalmente, a primeira figura que nos vem à mente é essa, não é mesmo? Mas essa não é a única opção para o estudante.

Bacharelado

Eis a habilitação para quem quer trabalhar como personal trainer ou instrutor de academias e escolas de esportes ou até mesmo clubes desportivos. Tendo em vista também as novidades e tendências da área, há uma demanda cada vez maior para os profissionais. As disciplinas aqui são voltadas para o desenvolvimento de planos de exercícios e acompanhamento de treinos, por exemplo.

O bacharel em Educação Física pode trabalhar de forma autônoma, atendendo clientes individualmente, colaborando com academias, ou como contratado de uma delas.

Licenciatura plena

E, caso você não consiga decidir entre as duas opções anteriores de perfil profissional, também pode apostar na licenciatura plena, ou seja, cursar as disciplinas necessárias para ambas as formações. Em média, dura um ano e meio o período extra, além dos quatro anos previstos para a graduação em uma habilitação.

Baixar ebook

4. Colegas famosos

Você sabia que Galvão Bueno é formado em Educação Física? O narrador e apresentador tem tanto conhecimento em esportes por causa de sua formação. Ele chegou a atuar como treinador de basquete.

Quer conhecer outro "colega" famoso? Que tal um dos maiores jogadores de todos os tempos? Sim, Pelé também tem seu diploma na graduação, obtido na Universidade de Santos, onde o craque Edson Arantes do Nascimento nasceu. Nada mal, hein?

Agora, duvidamos que você soubesse que Oscar Magrini, o ator de novelas, também é formado em Educação Física e se dedicou à profissão antes de entrar para a televisão.

5. Dança também faz parte do curso de Educação Física

Você já pensou nisso? Como qualquer atividade física, a dança também faz parte do curso e do que faz o profissional de Educação Física, portanto, os graduados poderão desenvolver atividades e projetos de dança após a graduação.

Para os licenciados, nada melhor do que se dedicar a incluir o ensino da dança em suas aulas, não importando em que modalidade. Incluir a cultura na rotina dos estudantes traz saúde, preparação física, além de informação, bagagem cultural e aumento de perspectivas.

E, nas academias e escolas de dança, trabalhar pelo condicionamento dos alunos faz parte da importância profissional do educador físico, responsável por desenvolver atividades com segurança e eficácia.

6. Busca por vida saudável tende a impactar o mercado

Já falamos aqui sobre a popularização da Educação Física, uma das licenciaturas mais procuradas no Brasil e com alguns milhares de novos profissionais formados todos os anos. Mas a boa notícia vem a seguir: o aumento da cultura da saúde e a busca por bons hábitos abre um espaço a ser explorado pelos novos educadores físicos.

Segundo dados da Associação Brasileira das Academias (ACAD Brasil), existem mais de 33 mil academias em todo o país. Elas são frequentadas por 8 milhões de clientes, conforme pesquisa de 2014.

Quatro anos antes, a associação contabilizava pouco menos da metade de estabelecimentos em funcionamento: 15 mil. Dados citados pela ACAD dão conta de que o Brasil é o segundo país em número de academias, perdendo apenas para os Estados Unidos.

7. Graduação inclui aulas de anatomia

giphy

O estudante de Educação Física precisa estar preparado para aulas no laboratório frio, para o cheiro de formol e para a análise de corpos humanos. É a aula de anatomia, comum nos cursos de saúde, e imprescindível para a formação de educação física.

Ele precisa sair da universidade entendendo todo o funcionamento do corpo humano, sua composição e suas funções. Assim, deve conhecer a musculatura, a estrutura óssea, os materiais adiposos, enfim, tudo aquilo que constitui o corpo humano.

8. Currículo e duração do curso

Em média, o curso de Educação Física dura quatro anos. As disciplinas que compõem a graduação variam de instituição para instituição, mas devem contemplar as matérias propostas pelo MEC. Entre elas, estão:

  • Administração Desportiva;
  • Aprendizagem e Desenvolvimento Motor;
  • Cinesiologia;
  • Fisiologia Humana;
  • Política e Estrutura da Educação Física;
  • Recreação e Lazer;
  • Respectivos Esportes;
  • Ritmo e Movimento;
  • Treinamento Desportivo.

9. Importância de uma boa instituição de ensino

Aqui traremos uma constatação, não uma curiosidade: para construir uma carreira consistente na Educação Física, você precisa de uma boa formação, e uma universidade de alto nível, tanto para a graduação quanto para eventuais pós-graduações na área.

Portanto, na hora de escolher, avalie bem o currículo, os professores, a estrutura oferecida e os conceitos da instituição. Uma boa opção fará toda a diferença no seu futuro.

E, agora que você já sabe tudo sobre o curso de Educação Física, que tal curtir nossa página do Facebook e ficar por dentro das atualizações do blog? Nos acompanhe por lá!

Baixar ebook

Recém adicionados

Veja nossas últimas atualizações
Materiais Gratuitos