Enfermagem

6 competências do enfermeiro aprendidas durante a faculdade

Mariana Brito
19-09-2018 6:28

Você está aí pensando em seguir carreira na área de enfermagem, pois essa é uma profissão super bacana, que ajuda a salvar vidas todos os dias. Mas você sabe quais são as competências do enfermeiro? Ele é o braço direito do médico dentro de hospitais, ambulatórios e postos de saúde e, por isso, precisa ter aptidões específicas para exercer a sua profissão com maestria.

Mas não se desespere! Não estamos falando de um dom divino, daquele que é herdado logo no nascimento, e sim nos referindo a competências que são desenvolvidas na faculdade de enfermagem. Quer saber quais são elas? Então continue a leitura deste post para descobrir!

6-competencias-do-enfermeiro-aprendidas-durante-a-faculdade

1. Atenção à saúde

Uma das competências do enfermeiro, que é desenvolvida durante os anos da faculdade, é a atenção à saúde. Mas o que isso quer dizer?

O enfermeiro deve ser uma pessoa que tem capacidade para trabalhar com prevenção, promoção, proteção e reabilitação da saúde. Isso significa que seu trabalho não é somente dar assistência a pessoas doentes, mas também desenvolver ações que visam a prevenção de doenças, além de orientar a população a como cuidar melhor de sua saúde.

O profissional deve realizar suas atividades dentro de um padrão altíssimo de qualidade, pois dele depende a vida e saúde de diversas pessoas. Ele também deve pautar seu trabalho dentro dos princípios da ética e bioética, já que ele precisa entender que ser um enfermeiro não é apenas exercer as funções técnicas, inerentes à profissão, mas também inclui a busca por soluções que melhorem a saúde da população.

2. Tomada de decisões

A tomada de decisões é uma habilidade importantíssima, muito requerida a profissionais de saúde, inclusive enfermeiros. Isso porque o enfermeiro lida diariamente com situações delicadas, que pedem decisões rápidas. Uma demora em tomar uma ação pode custar a saúde e, até mesmo, a vida de um paciente.

A enfermagem é uma área que exige bastante responsabilidade, visto que o profissional precisa estar apto a tomar decisões apropriadas quanto ao uso de medicamentos, procedimentos, equipamentos e também sobre práticas da profissão.

Vamos a um exemplo prático? Você é chefe do plantão e terá diversos profissionais sob sua supervisão. Então, em um daqueles dias tensos de trabalho, em que não para de chegar gente no hospital, você terá a grande responsabilidade de decidir quais equipes ficarão responsáveis por determinadas tarefas, além dos procedimentos que serão realizados para os pacientes daquela unidade. Percebe como é uma função delicada?

Baixar ebook

3. Comunicação

Parece até estranho, mas a comunicação eficaz também é uma das competências do enfermeiro. Mas não estamos falando em ser uma pessoa "tagarela", que gosta de conversar, e sim de um profissional que se comunica claramente, tanto por língua falada quanto escrita.

Em diversos momentos, será necessário explicar ao paciente sobre procedimentos, ou conversar com a família sobre o estado de um ente querido internado. Além disso, ele também precisa interagir com profissionais do seu setor e de outras áreas, sendo, assim, fundamental a boa comunicação.

Outra competência muito importante é a confidencialidade das informações. Muitas vezes, a enfermagem pode até se parecer com o sacerdócio, pois da mesma forma que o padre não pode contar a confissão de um fiel, o enfermeiro deve manter sigilo das informações passadas pelo paciente.

Mais um exemplo: quando uma mulher vai fazer um exame, o enfermeiro precisa perguntar questões de sua vida íntima. Mesmo que o profissional conheça a paciente, ele deve manter aquelas informações guardadas dentro da sala de enfermagem, certo?

4. Administração e gerenciamento

Administrar seu tempo, os equipamentos do hospital e fazer a correta administração de medicamentos é outra competência indispensável ao enfermeiro. Ele também precisa saber administrar seu próprio trabalho para que consiga realizar suas tarefas e cuidar bem dos pacientes sob sua responsabilidade.

O enfermeiro deve ter aptidão para fazer uma boa administração de recursos materiais, como medicamentos, luvas e outros itens indispensáveis para o trabalho diário. Isso porque, se ele não conseguir gerir bem esses materiais, eles podem vir a faltar dentro do hospital, prejudicando suas tarefas e a saúde dos pacientes.

5. Liderança

giphy

Enfermeiros sempre trabalham em equipe, mas se você quer se aventurar nessa área, precisa ser uma pessoa apta a assumir posições de liderança. Um hospital funciona como qualquer empresa, só que o serviço prestado é de uma importância maior, visto que envolve a saúde da população.

Para que uma equipe trabalhe em sintonia é necessário que haja um líder para tomar as decisões mais importantes durante as jornadas de trabalho. Desse modo, o enfermeiro que assume essa posição precisa ter em vista o bem-estar da comunidade, e suas decisões devem ser pautadas nisso.

Vale lembrar que um bom líder é aquele que dispõe de empatia, capacidade de gerenciamento, responsabilidade, habilidade para tomadas de decisões e comunicação eficaz.

6. Educação permanente

A área da saúde exige aperfeiçoamento constante, já que todos os dias aparecem novas doenças, medicamentos e técnicas modernas para os tratamentos de enfermidades. Por esse motivo que, durante o curso de enfermagem, os alunos aprendem a ter responsabilidade e compromisso com a educação e treinamento/estágio.

Além disso, é importante identificar as áreas com maior necessidade de formação, e procurar se especializar nela para contribuir ainda mais para o bem-estar da sociedade.

É de responsabilidade do enfermeiro também transmitir seus conhecimentos para seus colegas, além de aproveitar as oportunidades de aprender coisas novas com profissionais de outras áreas da saúde.

Como você viu, exercer a profissão na vida real é um pouco diferente da famosa série, Grey's Anatomy. Contudo, a enfermagem é uma profissão muito nobre e que trabalha com o que há de mais valioso: a vida humana.

Por isso, para desenvolver todas as competências do enfermeiro e exercer a profissão da melhor forma possível, é preciso contar com uma instituição de ensino de alto padrão de qualidade. Esse ponto, com certeza fará toda a diferença para uma formação sólida e, consequentemente, a conquista do sucesso profissional.

Gostou do post e quer outras informações sobre o curso de enfermagem? Então curta a nossa página no Facebook e fique por dentro das postagens de nosso blog!

Baixar ebook

Recém adicionados

Veja nossas últimas atualizações
Materiais Gratuitos