Gestao da Tecnologia da Informacao

5 curiosidades que um gerente de TI precisa saber

Mariana Brito
18-10-2018 6:16

Está cogitando cursar Gestão de TI e ainda tem dúvidas quanto a fatores e curiosidades que fazem parte da vida do gerente de TI? Para começar, estamos nos referindo a uma das áreas mais importantes da Tecnologia da Informação e, consequentemente, de um cargo repleto de responsabilidades.

Um bom exemplo disso é o fato de que o gerente de TI é quem toma as decisões para que o departamento funcione de maneira satisfatória, conforme as expectativas da empresa. Basicamente, cabe a esse profissional garantir o alto desempenho; desde as rotinas de manutenção à entrega do serviço para o cliente.

Para que você entenda melhor a abrangência intrínseca à função de gerente de TI, elencamos, neste artigo, cinco curiosidades que ajudarão a elucidar a rotina desse profissional. Acompanhe!

5-curiosidades-que-um-gerente-de-ti-precisa-saber

1. Cuidados com a Segurança da Informação são primordiais

Solucionar problemas ligados à Segurança da Informação é um dos desafios urgentes da atualidade. Em meio a isso, o gerente de TI tem papel fundamental: viabilizar e distribuir o orçamento para:

  • Investir em pessoas e infraestrutura qualificadas;
  • Elaborar políticas de segurança;
  • Implantar sistemas de backup;
  • Planejar ações de recuperação de desastres.

Por que essas coisas se tornaram mais importantes agora do que em outros tempos, visto que vírus e malwares não são novidades? De fato, as pragas virtuais existem há muito tempo, bem como as soluções antivírus, firewall e outras ferramentas usadas para proteger a rede de computadores.

A questão é que as ameaças se desenvolveram junto com a tecnologia. Enquanto o cavalo de troia, no auge da disseminação, fazia uma vítima, o Ransomware, em poucos anos desde sua existência, faz milhares — e muitas delas são empresas. Isto é, a Segurança da Informação está lidando com cibercriminosos e vírus mais inteligentes.

Para tentar prevenir o ambiente de TI dos perigos que circulam pela Internet, cabe ao gerente de TI, em conjunto com especialistas e consultores (em muitos casos), decidir quais medidas tomar para a empresa não se tornar alvo fácil — montar um time de ethical hacking (hacking ético), por exemplo, é uma das alternativas adotadas.

2. Garantia de entrega da alta performance das aplicações

A alta qualidade e performance das aplicações utilizadas no ambiente de TI e, também, das soluções fornecidas aos clientes, está entre as principais atribuições do gerente de TI — nessa situação, o marketing da empresa também é envolvido. Mas como mensurar isso tudo à distância?

Hoje, há ferramentas específicas no mercado para monitoramento de aplicações que permitem ao gestor de TI saber como o usuário está utilizando o serviço e identificar possíveis falhas de software. Tudo em tempo real, o que ajuda a agilizar as devidas correções.

Baixar ebook

3. Atualização frequente do gerente de TI

Novas tecnologias e tendências surgem ao longo dos anos, dando origem a inovações que, quando bem maturadas, se consolidam como elementos fundamentais para trazer resultados positivos. A computação em nuvem é um ótimo exemplo do que estamos falando; praticamente, quase tudo está rodando nesse ambiente.

O que seria do gerente de TI — e sua respectiva empresa — caso não se atualizasse acerca da nuvem? Primeiro, o negócio perderia espaço para a concorrência. Segundo, o volume de gastos só aumentaria. Terceiro, quando o problema fosse identificado, o gerente não seria a pessoa certa para liderar a implementação da nuvem.

Para evitar desastres como esse, é importante que o gerente de TI se mantenha atualizado quanto às inovações que chegam ao mercado, de modo que a empresa fique sempre atenta às novidades e, assim, permaneça altamente competitiva.

Observação: a atualização é bastante útil, também, para estabelecer a melhoria constante dos serviços de TI. Uma boa maneira de conseguir fazer isso é buscando as certificações mais reconhecidas na gestão de TI, como ITIL e COBIT.

4. Planejamento acerca de tudo

giphy

Mensurar, analisar, planejar e executar. Essas atividades representam um ciclo de loop infinito na rotina do gerente de TI, visto que a base dos seus objetivos é atingir metas estabelecidas em conjunto com diretores e vice-presidentes da companhia. O maior desafio envolvido nesse processo é a quantidade de informações com as quais o profissional tem de lidar.

Como resolver o problema? Dentro do departamento de TI, podemos dizer que uma coisa leva à outra. Por exemplo: a indisponibilidade do sistema é decorrente de falhas causadas por erros da equipe de manutenção ou do help desk (que não administrou o chamado). Logo, o gerente precisa ter uma visão macro da situação.

Considerando o acúmulo de fatores que formam a bola de neve, o senso de estratégia e planejamento do gerente de TI passa a ser determinante para o bom funcionamento da área. Por isso, fazer reuniões frequentemente com os demais líderes do setor é algo bastante comum na sua rotina.

5. Gestão de pessoas e relacionamento

Embora o gerente de TI tenha conhecimento sólido sobre o setor a ponto de conhecer cada pedaço do departamento, a gestão de pessoas e relacionamento com outros elementos do negócio, como clientes e fornecedores, é um desafio cada vez mais comum do profissional.

De um lado, o gerente de TI deve ficar atento ao desempenho, ao comportamento e aos aspectos motivacionais de cada integrante da equipe. De outro, estão os parceiros e fornecedores com os quais precisa se relacionar, tendo em vista garantir que os contratos serão cumpridos. Não obstante, o cliente mantém contato frequente e precisa estar sempre satisfeito com o produto.

Portanto, as capacidades de comunicação e rápida solução dos problemas são cruciais para o sucesso do gerente de TI. Sem essas habilidades, dificilmente as melhores decisões serão tomadas e, consequentemente, os resultados não deixarão a chefia satisfeita.

Conforme visto ao longo do artigo, o gerente de TI convive com a responsabilidade de gerir a infraestrutura e todos os recursos à disposição da empresa, inclusive as pessoas que fazem parte do processo — fornecedores, clientes e equipes de programadores, segurança, help desk, testes, manutenção etc.

Ficou com alguma dúvida? Se sim, deixe nos comentários. Se não, aproveite o espaço para contar quais funções você espera exercer como gerente de TI e qual a importância de uma boa faculdade para atingir seus objetivos!

Baixar ebook

Recém adicionados

Veja nossas últimas atualizações
Materiais Gratuitos