Educacao Fisica

12 mitos e verdades sobre atividades de educação física e prática de exercícios

Mariana Brito
10-09-2018 6:17

Atualmente, muito se fala sobre vida saudável, ou fitness, em todos os lugares. Com o acesso à internet, acabam surgindo informações não tão verdadeiras por aí, além de muita gente criando dietas e coordenando atividades de educação física sem ser, necessariamente, um profissional da saúde.

Sabemos também que muitas dúvidas surgem sobre como alcançar metas para perder peso, ganhar massa magra e ser mais flexível. Então, para acabar com essas dúvidas que pairam no ar (e na cabeça de todos), falaremos sobre alguns mitos e verdades sobre atividades de educação física.

Está pensando em levar uma vida mais saudável? Quer saber mais sobre o assunto? Continue a leitura para sanar as suas dúvidas!

12-mitos-e-verdades-sobre-atividades-de-educacao-fisica-e-pratica-de-exercicios

1. Treinar 30 minutos por dia ajuda?

Sim, é verdade! Sabemos que hoje a falta de tempo é um dos grandes fatores que levam o ser humano a não praticar exercício físico, seja ele qual for. Então, se você é uma dessas pessoas que realmente não tem tempo para dedicar 2 horas do seu dia na academia ou fazer aquelas aulas com horários marcados, correr e/ou caminhar por 30 minutos já apresenta benefícios.

Por isso, não abra mão nem mesmo da caminhadinha. Com a rotina, ela dará resultados para o seu corpo.

2. A gordura vira músculo?

Mentira. A gordura não vira músculo, o que pode acontecer é você gastar mais calorias originárias das gorduras. A única maneira de eliminar as células de gordura é por meio de cirurgias, como a lipoaspiração.

Então o que ocorre é uma diminuição do volume dessas células adiposas quando você concilia treino com dieta, mas elas ainda existem no seu organismo.

Baixar ebook

3. Malhar em jejum traz melhores resultados?

Mito. Isso não ajudará você a perder peso. Ficar em jejum abaixa o nível de glicogênio, responsável pela energia do corpo, gerando fraqueza e perda da massa muscular. Jejum e treinos intensos podem causar mal-estar, desmaios e tonturas.

Se você quer cuidar da sua saúde, não é bom ter um desmaio na academia, não é mesmo?

4. Gestantes devem praticar exercícios físicos?

Sim. É verdade que as grávidas precisam praticar exercícios físicos durante a gestação, assim como todo ser humano precisa praticar, também, diariamente. Como as atividades de educação física ajudam no sistema cardiopulmonar, é interessante que elas se exercitem. Essas atividades podem ajudar na redução de alguns incômodos desse período.

Mas vale o lembrete: é importante consultar um médico antes de começar as atividades de educação física. Ele poderá aconselhar quais são os exercícios mais apropriados para a gestante.

5. A prática de pilates aumenta a massa muscular e a flexibilidade?

Verdade! O aluno terá maior definição na sua musculatura e sem exageros. Até porque, diferente da musculação, o foco dessa modalidade de educação física não é a hipertrofia. Ou seja, não será adquirido nada no pilates pela quantidade de repetições, mas sim pela consciência corporal adquirida, permitindo flexibilidade, eficiência e segurança na prática dos exercícios.

6. Cãibra é sinal de desidratação?

Verdade! Além da desidratação, a falta de alongamento ou o excesso de esforço são causas das cãibras. Aliás, muitas pessoas associam a cãibra ao déficit de potássio, o que pode ser equivocado, pois as contrações estão bastante associadas aos níveis baixos de magnésio e sódio.

Deu cãibra? Descanse, tome uma água e alongue a região. Esperar passar a dor para voltar a praticar o exercício é uma boa dica.

12-mitos-e-verdades-sobre-atividades-de-educacao-fisica-e-pratica-de-exercicios.jpg

7. Pode comer o que quiser se praticar exercícios?

Não é nem verdade, nem mentira. Pois bem, quando realizamos alguns exercícios físicos gastamos algumas calorias. Por exemplo, meia hora de caminhada gasta, em média, 60 cal. Mas, se o seu intuito é perder peso, não adianta gastar e comer a mesma quantidade de calorias — dessa maneira, você só estaria mantendo o seu peso. O ideal é gastar mais do que se consome.

8. A natação é a atividade de educação física mais completa?

Sim. A natação é realmente a atividade de educação física mais completa, porque além de trabalhar todos os músculos, ela tem zero impacto, controla a pressão arterial, melhora o condicionamento físico, proporciona o equilíbrio muscular, melhora a postura, entre outros.

Pode ser praticada em qualquer idade da vida, seguindo recomendações adequadas para cada uma delas. Muitos benefícios em uma só atividade, não é?

9. Quanto maior a passada melhor a corrida?

Não. Isso varia para cada indivíduo de acordo com o perfil e o físico dele. Mesmo que tenha pernas mais ou menos longas, as passadas maiores gastam mais energia e podem causar lesão por impacto.

Teste, durante suas corridas, a ideal para você, gastando a melhor quantidade de energia e menos impacto para não ocorrer acidentes.

10. A roupa utilizada pode alterar nos resultados?

Sim. O conceito das roupas voltadas para uso esportivo não é puramente estético, pois elas promovem melhor ventilação da pele, além da flexibilidade para os movimentos. Utilizar roupas muito quentes, em épocas de calor, para se exercitar é um erro, pois pode causar desidratação e ter mau funcionamento das reações fisiológicas durante o treino.

Logo, utilize roupas adequadas para praticar esportes e de acordo com a temperatura do local onde praticará atividades de educação física.

11. A melhor forma de emagrecer é combinar aeróbicos e anaeróbicos?

Sim. Realmente, é uma boa combinação para a prática de atividades de educação física, pois aumentará a queima de gordura e a perda de peso, além de enrijecer os músculos e aumentar a força e a massa muscular.  Sendo assim, combinar corrida com a musculação é um supercombo  não se esqueça de contar com a ajuda e supervisão de um personal trainer.

Além de pensar na perda de peso, é interessante pensar nos benefícios que isso causa para o corpo. A combinação de corridas com musculação, por exemplo, deixa o treino bastante completo, trazendo várias melhorias para a saúde corporal.

12. O aumento da massa muscular ocorre no repouso?

Exatamente. Não é durante a atividade de educação física que você notará seus músculos atrofiando. São necessárias, minimamente, 12 horas de repouso de descanso para o músculo. Isso ocorre porque eles precisam se recuperar da energia gasta, além de refazer as microlesões causadas pelo esforço. É nesse processo que acontece a definição e o aumento dos músculos.

São muitas histórias contadas por aí sobre as práticas de atividades de educação física, roupas apropriadas, alimentação etc. Diversas dúvidas surgem na cabeça das pessoas e, assim, criam-se os boatos. Tentamos esclarecer algumas questões e esperamos que tenha ajudado.

No mais, é sempre aconselhável seguir as orientações de um profissional em educação física. Ele tem estudos para orientar melhor quanto às práticas de atividade física, além de sugerir as corretas para o seu tipo de corpo e guiar os exercícios.

Você quer saber mais sobre esse e outros temas que envolvem a graduação? Curta a nossa página do Facebook e fique por dentro de todas as nossas postagens. Até a próxima!

Baixar ebook

Recém adicionados

Veja nossas últimas atualizações
Materiais Gratuitos